Livro: Meu Primeiro Assassinato - Leena Lehtolainen

quarta-feira, outubro 05, 2016

Meu Primeiro AssassinatoDepois de alguns anos na polícia federal, onde a rotina de autuações e interrogatórios de pequenos delinquentes a entedia, Maria Kallio retoma seus estudos na faculdade de Direito. Mas sente falta da ação e acaba aceitando substituir um colega no departamento policial de Helsinque. Assim começa sua primeira investigação criminal: um jovem, que passava um fim de semana na casa de seus pais em companhia de sete outros membros de um coral, é encontrado morto, afogado. O culpado só pode ser alguém do grupo. Mas quem? Maria interroga um a um. Sua tarefa é árdua: ela conheceu a vítima e alguns dos suspeitos quando era estudante. E tem a mesma idade deles, o que não a torna muito convincente como inspetora neste caso. Além disso, todos tinham boas razões para detestar a vítima: um jovem rico, talentoso, bem-sucedido e conquistador.
Creio que essa é a primeira vez que leio algo, de um autor que nem consigo falar o sobrenome. Meus amigos C+C, lindamente me ajudaram na hora da postagem porque né...Mas, foi uma boa experiência conhecer a escrita da Leena e sua heroína Maria Kallio.

Na Finlândia, Maria investiga a morte de Jukka. Um jovem que decidira passar o final de semana com seus amigos do coral, Jyri, Tuulia, Mirja, Antti, Piia, Sirkku, Timo e um gato, na casa de veraneio dos pais. Seu corpo foi encontrado na doca, com ferimento na cabeça. Não havia mais ninguém ali, além do grupo, o que já deixa claro que um deles é o assassino. A vítima não era um desconhecido de Maria, já que anos atrás tivera um relacionamento com uma colega de dormitório, dela. Mesmo que o caso não soe pessoal para Maria, aos poucos acaba se tornando com a aproximação dela, de alguns dos suspeitos.

Além de toda investigação, Maria precisa lidar com a pressão no ambiente de trabalho. O chefe do departamento não é muito amigável e seus companheiros de trabalho - homens - parecem estar na esperança de um deslize emocional da parte dela. O relacionamento familiar também não anda bem e no momento, o trabalho é a única coisa que preenche seus dias. Maria se esforça para transmitir certa frieza, mas é bastante ingênua. A autora desenvolve bastante o emocional da personagem e sua volta, apesar do teor investigativo.

"Será que eu, uma garota vestida às pressas, teria mesmo que me embrenhar em uma das regiões mais afastadas ao leste de Helsinque para defender a lei e restituir a ordem?"

Diria para vocês que foi um dos casos, mais fáceis de resolver, nessa minha vida de 'a louca do quem matou'. Sério! Logo no início Maria e o parceiro de trabalho estão interrogando o grupo de amigos, e pesquei o assassino. Fui firme na minha suspeita até o fim, apesar das pegadinhas do enredo e a autora começar a pichar a imagem da vítima. Jukka era só o carinha do coral e durante a investigação vai de mulherengo a traficante. Com isso, suspeitos - de fora - surgem e atrapalham as teorias. Embora, não deixa de ser triste toda a resolução do caso e como atinge as pessoas mais próximas. Sempre penso nos sentimentos das mães, gente...

Leena
inicia seu thriller de forma meio arrastada e demora para compreender sua protagonista, mas sua narrativa explora mais lados, além de uma morte. Já li outros livros do estilo em que o autor não foca em nada na vida dos protagonistas, nem sentimentos. Apenas a morte e a busca insaciável por resolver um caso. Leena expande, o que ainda rendeu à Maria novas aventuras, em continuações e uma minissérie na tv finlandesa.

Seus coadjuvantes são pouco atrativos. Alguns suspeitos, como Antti e Tuulia, são os mais interessantes de acompanhar, já que eram os amigos mais próximos da vítima. Pelo que pesquisei, o Antti continua nos próximos livros, mas não direi como, cof cof...Sobre os colegas de trabalho de Maria, um até trás um toque divertido para a investigação. Sabe aquele cara das séries investigativas que adora uma piadinha? Pois é...

"Eu admirava o controle dos meninos. Nossa cultura não admite que os homens expressem sua tristeza."

Mas amigos devo dizer, traduzir livro em finlandês não deve ser fácil. Creio que dá para notar, pelo os nomes dos amigos do Jukka, né? Mas há vários personagens no livro, com nomes difíceis, para praticar. Foi uma ótima experiência, um ambiente novo, e já estou curiosa para ler mais sobre Maria Kallio.

Autora: Leena Lehtolainen
Título Original: Ensimmäinen murhani/My First Murder
Origem: Literatura Finlandesa
Editora: Vestígio
Tradução: Salma Saad
ISBN: 9788582860076
Publicação: 2013
Páginas: 224
Série: Sim - Maria Kallio
#1: Meu Primeiro Assassinato
#2: Her Enemy
#3: Copper Heart
#4: Mulher de Neve
#5: Death Spiral
#6: Unwind
#7: Before I Go
#8: The Rage
#9: Indecent Nightingale
#10: On The Wrong Track
#11: Where Have All the Young Girls Gone
#12: The Iron Triangle
#13: A Stroke of Sadness
O Que Tem?: Assassinato entre amigos, Investigação, Finlândia

You Might Also Like

19 COMENTÁRIOS

  1. Oi Nana!

    Nenhuma tradução é fácil, mas realmente traduzir um livro do Finlandês deve ser mais difícil ainda rsrs E que bom que a autora com sobrenome difícil sabe expandir o personagem principal, realmente em narrativas com thriller isso não é comum. Gostei da dica.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Que coleção enoooorme! Mas só essa resenha aí me fez ficar super curiosa!

    xoxo
    proximaprimavera.com ▲

    ResponderExcluir
  3. Oi Nana! Eu comecei a ler e não me empolguei, resolvi deixar de lado para um outro momento. Eu não sabia que a coleção era tão grande.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Que triste saber logo quem é o assassino ~ a parte legal é ficar chocada com o desenrolar da história. :\ De qualquer forma parece bom, já que é de outro país e devem ter uns detalhes mais culturais.
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Gente, esse livro parece ser tenso. Não conhecia a estória, mas adorei sua resenha e adorei conhecer o livro. Já quero ler!

    Beijos,
    Duas Livreiras / Sorteio de 3 KITS

    ResponderExcluir
  6. Olá, Nana.
    Eu não conhecia esse livro ainda mas já me interessou. Mas que série enorme né? hehe. Mas se são bons, melhor ainda. Eu sou péssima de descobrir os assassinos acredita? Já li quase todos os livros da Agatha e nunca descobri nenhum deles, nem imaginava quem era os benditos hehe. Vou anotar esse aqui.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oie Nana =)

    Não conhecia o livro e acredito que nunca li nada da literatura finlandesa. Sueca e norueguesa sim rs...

    A premissa me pareceu interessante, já que adoro essa coisa de tentar adivinhas que é o assassino e tal. Mas desanima o tamanho da série né =(

    Ando gostando tanto de livros únicos.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Nunca li nada da Vestígio, subdivisão da Autêntica, mas MORRO de vontade, de verdade. Ando em um momento ruim para a literatura, nenhum livro anda fluindo, mas quero superar essa fase logo. Acho que são os estudos.
    Beijos.
    Nasci Gabriela - www.nascigabriela.com.br

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito da resenha e o enredo até que é interessante, mas esse tipo de história não costuma que me agradar muito. Então, no momento eu não leria não.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com/2016/10/top-7-novidades-da-semana.html

    ResponderExcluir
  10. Oiii Nana

    Acho que nunca li nada de autores finlandeses, realmente deve ser complicado traduzir o livro, talvez por isso tenhamos poucos nas livrarias. Já li sueca, a Camila Laackberg, mas achei a construçao dos personagens e personalidades bastante frias, nao deu pra tomar carinho por nenhum. Gostei que aqui apesar de ser um livro policial, a autora abriu espaço pro lado pessoal dos personagens, bem legal isso.
    Adorei a dica!

    beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  11. Oi, Nana!
    Eu gosto de livros de investigação. Pena que foi fácil descobrir tudo, né?! Gosto de ser surpreendida! Que série gigante!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  12. Oie. Eu amo thrillers, apesar de ter lido somente um até hoje. Busco motivação para entrar dentro do gênero de vez, mas ás vezes a vontade passa e a leitura não flui. Esse negócio de traduzir o finlandês é bem difícil. Eu fiquei confusa só de ler o nome dos personagens, imagina ler o livro inteiro! Mas espero que os outros sejam bons também e que a autora dê o melhor de si.
    Abraço, Participe do sorteio do livro Twist de Tom Grass

    ResponderExcluir
  13. Acho que nunca li um livro filandês kkkk adoro livros policiais, mas ao contrário de você, sempre acabo caindo nas pegadinhas e no final tô achando que sou eu a assassina hahahah legal a autora desenvolver o emocional da protagonista, até pra tirar um pouco o foco da investigação. Fiquei curiosa!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Nana, sua linda, tudo bem?
    Eu sou discípula de Agatha Christie, então, como ela me ensinou, eu sempre tento desvendar o crime pela vítima. A vítima tem sempre as respostas. E como nunca conhecemos de verdade as pessoas, isso é o mais fascinante, vamos descobrindo coisas que nunca iríamos imaginar que no fim contribuíram para sua morte. Eu queria descobrir o assassino como você, nem sempre consigo, meu problema é que desconfio de todos, fico com muitas teorias na minha cabeça e acabo me atrapalhando, risos... Eu li um livro assim também, em que tínhamos o drama no trabalho e o drama da família do detetive enquanto acompanhávamos a investigação, acho que torna o policial mais humano e acaba nos envolvendo mais. Não tenho lido muitos livros policiais no momento, estou sentindo falta. Por isso não vejo a hora de ler esse. Adorei sua resenha!!!

    P.S.: Vai estrear agora em outubro Inferno e A Garota do Trem, estou super empolgada, tomara que você veja e traga as críticas aqui para o blog.

    Um ótimo fim de semana.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Nunca li nada do gênero, acho que seria ótimo esse para começar. Fiquei curiosa para saber quem matou. Beijos ♥️

    BLOG LITERÁRIO 2

    ResponderExcluir
  16. OOOOOOOOI

    não conheço esse livro ou a autora, mas sem dúvida esse é um dos meus gêneros preferidos!
    Sempre sou lenta e nunca descubro de fato o assassino, falei HAHAHAH mas me é muito prazeroso ler essas coisas, sério *-* Por isso adoron a Agatha Christie e o James Patterson!

    beeeeeeeijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Nana,
    Não conhecia esse livro, mas a premissa é bem interessante :o
    Que nomes diferentes mesmo rsrs.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  18. Oie,
    não conhecia o livro, mas confesso que não é o tipo de história que me atrai. Então não leria no momento.

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz

    ResponderExcluir
  19. Cara, pirei de vontade de ler e achei o pdf no Lelivros <3
    Uma coisa legal: já sei o verbo murha que é assassinar xD
    Como eu cursei Letras, estudei bastante literatura da lingua inglesa e agora to me interessando em aprender sobre a literatura fora da caixa.
    Muito obrigada pela dica de livro!
    A Bela, não a Fera | Youtube A Bela, não a Fera | Fã Page no Facebook

    ResponderExcluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.

Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem, serão removidos e não serão respondidos.
- Divulgações, exceto de autores, são removidas e não são respondidas.
- Comentários irrelevantes como: 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post' e outros no mesmo nível, são mantidos mas não são respondidos. Até porque, o que iríamos responder, né?

Popular Posts

Like us on Facebook

Subscribe