Livro: Belgravia - Julian Fellowes

segunda-feira, outubro 31, 2016

Belgravia Uma nova saga histórica, fascinante e irresistível, repleta de segredos e escândalos. Ambientada nos anos 1840, quando os altos escalões da sociedade londrina começam a conviver com a classe industrial emergente, e com um riquíssimo rol de personagens, a saga de Belgravia tem início na véspera da Batalha de Waterloo, em junho de 1815, no lendário baile oferecido em Bruxelas pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington. Pouco antes de uma da manhã, os convidados são surpreendidos pela notícia de que Napoleão invadiu o país. O duque de Wellington precisa partir imediatamente com suas tropas. No baile estão James e Anne Trenchard, um casal que fez fortuna com o comércio. Sua bela filha, Sophia, encanta os olhos de Edmund Bellasis, o herdeiro de uma das famílias mais proeminentes da Bretanha. Um único acontecimento nessa noite afetará drasticamente a vida de todos os envolvidos. Passados vinte e cinco anos, quando as duas famílias estão instaladas no recente bairro de Belgravia, as consequências daquele terrível episódio ainda são marcantes, e ficarão cada vez mais enredadas na intrincada teia de fofocas e intrigas que fervilham no interior das mansões da Belgrave Square.
Na primeira parte desse novelão delicioso de Julian Fellowes, na era Victoriana em 1815, conhecemos a família Trenchard, em especial, a jovem Sophia. Ela está muito animada com o convite para o baile oferecido pela duquesa de Richmond. Evento qual, muitos não teriam ideia que seria lembrado por tantos anos. A família Trenchard conseguira o convite a pedido do sobrinho da duquesa, Lorde Edmund Bellasis. Sophia e ele estavam apaixonados na época, mas a família Trenchard estava fazendo nome com comércio e claramente, a família de Bellasis não veria o romance com bons olhos. Apesar do flerte quase secreto, o pai da moça, James Trenchard era o único que a incentivava, em vista de sua ambição em fazer parte da alta sociedade.

Naquela noite, Bellasis precisou deixar o baile junto com outros homens para um confronto com Napoleão e seus homens, a nomeada Batalha de Waterloo. Fato que renderia lembranças tristes para boa partes dos presentes e desenrolaria uma avalanche de segredos na vida da família Trenchard.

Vinte e cinco anos depois, James Trenchard conseguiu parte de sua ambição realizada, através do ramo de construções, alguns dos bairros de Londres, tem o seu dedo, incluindo o seu lar. A família mora numa bela mansão em Belgravia, com uma bela quantidade de empregados. Mas, a família ainda não chama muita atenção da sociedade, até que sua esposa Anne confidencia um segredo à Condessa de Brockenhurst ou simplesmente Caroline, e mesmo contra a vontade da senhora, as famílias acabam se aproximando de uma maneira tristemente bonita, vamos dizer assim. Esse segredo as levam até um jovem chamado Charles Pope, que está iniciando negócios no ramo do algodão. Caroline fica encantada por ele e tenta a todo custo aproximar o rapaz das pessoas que convive, o convidando para eventos e até decide investir em seu negócio. O interesse em torno de Charles acaba irritando muitos como os irmão e o sobrinho do marido da Condessa e o filho de Anne e James. Mas, por outro lado, Charles acaba encantando Maria Grey, uma jovem da alta sociedade que tenta lidar com a pressão da mãe, para casar e elevar o status da família.

"Mais tarde, Anne se perguntaria como podia ter tanta certeza de que esse era o fim da história de Sophia. Mas então, como disse a si mesma, quem saberia melhor do que ela que olhar para trás oferece um prisma que muda tudo? Ela se levantou. Era hora de descer e confortar a filha, que tinha acordado de uma bela fantasia em um mundo cruel."

Meu primeiro contato com Julian Fellowes, foi com sua aclamada série britânica Downton Abbey e também, por uma minissérie que já comentei aqui chamada Doctor Thorne, clique aqui. Desde o primeiro episódio, eu fiquei completamente apaixonada como ele conduzia aquele enredo e claro, alguns momentos me deixavam enfurecida quando ele matava meus personagens favoritos. Ele matou minha personagem favorita ainda na terceira temporada e lindamente, me senti presa até sua última. Uma narrativa carregada com vários personagens, as vezes soa problema, mas Julian os dá participações marcantes. E não é muito diferente em Belgravia

Iniciando a leitura, já estava estava ciente que em algum momento, ele ia matar alguém que eu interpretasse que era importante para aquela história. Foi logo no primeiro capítulo e de fato, me deixou bastante chocada. Questionei várias vezes se seu enredo avançaria de forma agradável sem aquele personagem que parecia trazer uma linda introdução. Então, avançando para o segundo capítulo, descubro que ele matou mais um personagem que eu deduzi que fosse importante e a verdade veio à tona: Não seria só mais um romance na sua estante.

São onze capítulos. Eles foram lançados no site do autor, em forma de série digitalizada - um de cada vez - e assim formando um livro. O drama familiar é o que se destaca, com a família Trenchard carregada de segredos desde que a filha Sophia conhecera Bellasis. Adoro como Julian, expõe o olhar sob suas personagens femininas, de acordo com seus atos, sempre comparando com o masculino. Já a Condessa lida com o cunhado perdendo parte da fortuna em apostas e o filho ambicioso dele, John, que aliás não gosta muito da aproximação dela de Charles Pope e acaba movimentando o enredo quando se junta aos empregados dos Trenchard para investigar o que há por trás desse encantamento repentino pelo rapaz. Porém, não só os empregados da família despertam o interesse de John, mas também, a nora dos Trenchard e sim, leitores, podem se preparar para um bafão de primeira.

"...ela, inclinou a cabeça na direção do rosto dele, e ele teve o grande prazer de beijar seus lábios. Os dois ainda não sabiam disso, mas ele a amaria com a mesma paixão até morrer. O que e o suficiente para um final feliz."

Belgravia é uma daquelas leituras que te transborda de emoções e te deixa ávido por cada página. Ler Julian Fellowes é tão delicioso quanto assistir. Escrita envolvente e em alguns momentos com toque sarcástico deixam a trama ainda mais fluída. Seus personagens são bem construídos, daqueles que você consegue defini-los - um por um - ao finalizar o livro, mesmo pela quantidade. E claro, Charles Pope é apaixonante, universo manda um pra mim, nunca te pedi nada.

A edição da Intrínseca está linda, com o dourado em destaque, principalmente nas orelhas. Um luxo só. A revisão está ótima e me levou à época facilmente. O exemplar foi cedido em uma parceria pontual. Quando eles contataram o blog e falaram JULIAN FELLOWES, só faltei sair rodopiando por aí.

Uma leitura super válida para os fãs do gênero, seja do romance histórico ou de época.

Autor: Julian Fellowes
Título Original: Belgravia
Origem: Literatura Britânica
Editora: Intrínseca
Tradução: Rachel Agavino
ISBN: 9788551000076
Publicação: 2016
Páginas: 430
Série: Não
O Que Tem?: Drama Familiar, Romance Histórico, Era Victoriana

LinksSkoob - Compre - Site da Editora - Site do Autor
O Obsession Valley agradece à editora Intrínseca, por ceder o exemplar para análise.

You Might Also Like

14 COMENTÁRIOS

  1. Oii Nana

    Já ouvi falar muito desse livro e também de Downton Abbey que até agora ainda não pude conferir. Realmente parece um novelão, com todos esses personagens e tramas e subtramas, mas quando o autor é bom, é exatamente os vários detalhes que acabam prendendo a gente.
    Gostei da dica e a capa azul é realmente linda.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    nossa já vi muita gente falando deste livro
    Estou bem curiosa para ler.

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz
    Sorteio Um ano Inesquecível

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Que bom q vc gostou! Também quero lê-lo só não gostei muito da parte em que o autor gosta de matar os personagens, hahaha.
    Já está na minha listinha.
    Beijos!

    Http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Que legal. Eu nunca tinha ouvido falar desse livro e parece uma boa leitura. Olha minha listinha crescendo... haha

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
  5. Olá, Nana.
    Eu quero muito ler esse livro porque é de um gênero que eu amo ler. Meu preferido no momento. Não assisti a série, por isso não sei o que esperar. Já tinha lido algumas resenhas desse livro, mas a sua é a primeira a fazer referencia a morte hehe. Acho que o povo que eu li a resenha não assistiu a série.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Já ouvi algumas pessoas comentando muito positivamente sobre essa história. Não é muito meu gênero, mas tenho que confessar que essa capa me encanta..

    http://www.vivendosentimentos.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Nana, tudo bem?

    Belgravia foi um dos meus livros preferidos deste ano, uma trama super inteligente e a edição tá linda mesmo <3 Eu adorei a leitura!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Sempre vejo comentários ótimos sobre a série Downton Abbey, e depois dessa resenha fiquei ainda mais curiosa para conhecer a escrita da autora,
    Já quero descobrir quem morre e saber do bafão SHUASHAUH
    A capa já é linda, imagino como está a edição \o/
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir
  9. Oi, Nanaaaa!
    Faz tempo que quero assistir Downtown Abbey, todo mundo fala também.
    Eu amo romances históricos.
    E desde que todo mundo começou a falar sobre Belgravia, eu fiquei morrendo de vontade de ler.
    Ah, sobre matar personagens importante, GEORGE R. R. MARTIN MANDOU LEMBRANÇAS!
    Meu coração já devia ter aprendido, mas sou teimosa e me apego, hahaha.
    Achei super legal que ele foi lançando os capítulos no site e aí formou um livro.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  10. NANA!!! Eu nunca li nada dessa autora mas sou super curiosa para ler sauhdusadhuksahksaudhksahd huhk eu tô sem oportunidade de comprar livros (grana e tempo) logo não tô explorando muito, mas quero super ler esse livro também, sua resenha me deu muita vontade e apesar de romance eu adoro quando acontece nessa época. ai mano, quero mt!

    bjs, Carol | Espilotríssimo
    http://carolespilotro.com

    ResponderExcluir
  11. Oiee
    Downton Abbey? Gente, que legal *0*
    Conhecia a série, mas conhecia o Julian Fellowes. Parece uma história e tanto - você me deixou com vontade ler. Preciso comprar, urgentee
    Beijinhos
    screepeer.com.br

    ResponderExcluir
  12. OOOOOOOOI

    eu sei que é bem blé de minha parte, mas acredita que eu não tenho quase nenhum livro de época na minha estante e lista de leituras? Tenho que mudar isso, sério.

    Gostei dessa sinopse por ela mesclar ficção com alguns fatos históricos que realmente aconteceram. Creio que a mocinha deve dar um toque especial a todo o enredo. Ai, agora quero :(

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bom?
    Tinha visto a capa desse livro na skoob e me interessou bastante, mas nunca fui procurar para saber do que exatamente se tratava.Eu estou procurando mais livro de época na minha estante para ler fjndsfd.
    Achei bem interessante essa mistura de fatos históricos com a ficção.

    Sessão Proibida †

    ResponderExcluir
  14. Que capa mais linda!
    Adoro uma história de época e essa parece bem interessante!
    Beijo

    ResponderExcluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.

Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem, serão removidos e não serão respondidos.
- Divulgações, exceto de autores, são removidas e não são respondidas.
- Comentários irrelevantes como: 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post' e outros no mesmo nível, são mantidos mas não são respondidos. Até porque, o que iríamos responder, né?

Popular Posts

HELP

Stats

Desde Fevereiro/2011
Nome: Obsession Valley
Host: Blogger.com


Subscribe