Livro: Neve na Primavera - Sarah Jio

segunda-feira, maio 02, 2016

Neve na PrimaveraSeattle, 1933. Vera Ray dá um beijo no pequeno Daniel e, mesmo contrariada, sai para trabalhar. Ela odeia o turno da noite, mas o emprego de camareira no hotel garante o sustento de seu filho. Na manhã seguinte, o dia 2 de maio, uma nevasca desaba sobre a cidade.Vera se apressa para chegar em casa antes de Daniel acordar, mas encontra vazia a cama do menino. O ursinho de pelúcia está jogado na rua, esquecido sobre a neve.Na Seattle do nosso tempo, a repórter Claire Aldridge é despertada por uma tempestade de neve fora de época. O dia é 2 de maio. Designada para escrever sobre esse fenômeno, que acontece pela segunda vez em setenta anos, Claire se interessa pelo caso do desaparecimento de Daniel Ray, que permanece sem solução, e promete a si mesma chegar à verdade. Ela descobrirá, também, que está mais próxima de Vera do que imaginava.

Depois de um trágico acidente, Claire se encontra em um casamento despencando em ruínas e já não sabe mais o que fazer. Seu marido se mostra cada vez mais distante e nem mesmo ela, querendo ou não, consegue se aproximar. Claire se sente diferente e já não é a mesma mulher de antes do acidente, deve aprender a lidar com a dor, no entanto, não sabe que ela mesma não se deixa viver e sentir tudo o que tem para desfrutar, seja bom ou ruim.

Em 1933 Vera Ray perdeu seu filho e não teve sucesso em encontrar Daniel, seu precioso menino, além disso, se deparou com um desgostoso e inesperado destino.

"- Seu castelo no céu - Ele dissera três semanas depois, entregando-me uma chave prateada e brilhante." (pág. 18)

Claire é jornalista e trabalha no jornal da família de seu marido. Em uma época peculiar, a primavera recebeu a presença da neve e Claire recebeu o trabalho de escrever sobre este evento. É aí que ela descobre sobre o caso de Vera e Daniel, que até hoje não havia se solucionado e aconteceu justamente em meio ao fenômeno climático que agora ocorria no presente. Claire não entende, mas se sente atraída pela história de Vera e sente que deve descobrir o que aconteceu realmente com Vera e, principalmente, seu filho.

Logo no início é perceptível a magnitude com que o caso de Vera chama por Claire, que, em meio aos seus problemas pessoais, se dedica à matéria como se fosse algo de enorme importância, o que no fim trará grandes revelações não só para ela.


"- Daniel? - eu o chamei outra vez, mas só a minha voz ecoou no frio e solitário ar." (pág. 32)

A narrativa é intercalada entre capítulos narrados por Claire e Vera, o que é interessante, já que podemos vivenciar o que aconteceu ao mesmo tempo em que Claire vai descobrindo os fatos. Confesso que no começo da leitura tive dificuldades por ler os capítulos de Claire, somente quando a trama começou a se mostrar de fato e Claire se mostrou mais ativa, consegui levá-la normalmente. Não que não entendesse a dor de Claire, quer dizer, não passei pelo que ela passou e espero não passar, mas entendo que cada um tem seu próprio tempo para viver sua dor, se deixar sentir e aprender a conviver. Mais precisamente, aceitar. Pois, há dores que nem o tempo pode curar.

Os capítulos narrados por Vera são cheios de sentimentos. A moça, na época, jovem e muito bonita - porém pobre - apaixonou-se por um jovem rico que não se importava por Vera não pertencer a sua classe social. Vera, porém, sabia das dificuldades que enfrentaria e tinha seus medos e, no fim, o deixou, mesmo com um filho em sua barriga. Em meio a muitas dificuldades, ela fazia de tudo para garantir o sustento de seu filho pelo menos. Tamanha foi a dor quando perdeu Daniel e se viu em grande desespero fazendo tudo o que podia e o que imaginara nunca fazer para encontrar seu pequenino.

O final é emocionante. A leitura deste livro, em si, é cheia de sentimentos. Tive meus altos e baixos pois, já esperava algo que me prendesse bastante no início. Talvez isso tenha tido grande importância para meu desapontamento inicial, mas logo que a vontade de saber o que aconteceu com Vera e Daniel e logo o que aconteceria com Claire se mostrou, o quadro mudou. Indico a leitura para quem gosta de drama e romance. 

Um salve final: Chorei! vlw, flw \õ/ Sim, gosto quando os livros me fazem chorar. Não só chorar, qualquer expressão, como rir e gargalhar, o que já aconteceu. Mas, enfim.. adoro pois, é sinal de que, pouco que seja, conseguiu tocar os sentimentos. AH! E as flores né? Segundo livro da Sarah Jio que leio e percebo a importância das flores. Estão sempre no meio da história, fazendo parte de um modo belo.

Autora: Sarah Jio
Título Original: Blackberry Winter
Origem: Literatura Americana
Editora: Novo Conceito
Tradução: Rafael Gustavo Spigel
ISBN: 9788581637211
Publicação: 2015
Páginas: 336
Série: Não
O Que Tem?: Drama, Mistério, Conflitos Familiares

Links: Skoob - Compre - Autora - Site da Editora
O Obsession Valley agradece à editora Novo Conceito por ceder o exemplar para análise.

You Might Also Like

19 COMENTÁRIOS

  1. Drama que me dá, chorar não é muito minha praia, mas gostei da sua resenha. Vou ficar de olho nesse livro. Valeu a dica.

    >> Vida Complicada <<

    ResponderExcluir
  2. Eu não gosto muito de livros que me fazem chorar, geralmente corro deles kkkk prefiro livros que tenho um final feliz e gostoso, livro mais leves e divertidos <3 mas acho tbm que é pq ja li muitos livros dramaticos hahaha
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Leticia!
    Tenho um livro da Sarah Jio, mas ainda não li. Os livros dela parecem ser bem emocionantes e com bastante drama.

    Beijos,
    Epílogos e Finais

    ResponderExcluir
  4. Oii Leticia!!
    Que resenha linda, me fez querer ler esse livro, já o conhecia, mas julgando pela capa eu não tive mto interesse na história, agora você explicando que o livro se trata de duas histórias intercaladas entre passado e presente eu realmente fiquei curiosa, gostaria de saber o que aconteceu com Vera e seu filho e tbm com Claire e seu casamento, o que me deixou com receios em relação se a leitura seria boa foi a sua classificação, 3 estrela eu considero uma leitura bem razoável.

    Beijinhos!!
    Amanhecer Literário

    ResponderExcluir
  5. Olá Letícia, tudo bem?
    Eu tenho este livro aqui em casa, mas ainda não me animei para ler. Gostei da sua resenha e de poder conhecer um pouco mais da trama.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Leticia!
    Você me lembrou da curiosidade quanto a esse livro.
    Gostei da resenha e estou, novamente, louca pra lê-lo!
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  7. Tenho um pouco de dificuldade pra pegar no ritmo desses livros onde a história de pessoas distintas se encontram. Parece que até isso acontecer a leitura se arrasta, mas pelo visto é bem emocionante, do jeito que sou manteiga derretida ia chorar também hahaha

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    já ouvi muito falar deste livro, mas ele ainda não me chamou atenção. Gosto de livros mais alegres.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie Leticia =)

    Sempre vejo ótimos comentários dos livros da Sarah Jio, mas até agora não consegui ler nada da autora.

    Pelo que pode perceber os livros dela tem essa pegada de drama que eu gosto bastante em uma história.

    Espero ter a oportunidade de ler algo da autora em breve ^^

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Confesso que não dava nada por esse livro, mas agora fiquei bastante curiosa. Amo livro que nos emocionam e passam uma lição de vida!
    Da Autora já li "As violetas de Março" e amei!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  11. Olá, Leticia.
    Esse livro foi meu primeiro contato com a autora e adorei a escrita dela. Adoro histórias assim que intercalam entre o passado e o presente. Eu também chorei horrores no final, mas foi um misto de alegria e tristeza.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Oi Letícia!

    Eu tenho receio de livros que fazem a gente chorar rsrsrsr Eu não gosto muito de chorar rsrsrsr Mas poxa, todo mundo elogia a narrativa da Sarah Jio, tanto que tenho curiosidade de ler o livro rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  13. Olá, Letícia.
    Gosto de livros onde há esses capítulos intercalados, pois permitem ter uma visão mais abrangente do enredo. Isso, somado à trama que parece ser bela, certamente me faria ler a obra.
    Ótima resenha.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de maio. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  14. Sempre que você posta resenha nova eu corro pra adicionar o livro no Skoob porque eu sempre fico apaixonada só que cadê o tempo pra ler? haha

    xox
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  15. Eu odeio chorar com finais UAUHAUAOHUAI mas ainda bem que o final deste livro não me fez chorar. Achei a obra maravilhosa, foi meu primeiro contato com a Sarah e acabei adorando.Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  16. Oi, Letícia!
    Eu amei este livro. Já li dois livros da Sarah Jio publicados aqui (este foi o segundo) e gostei de ambos.
    Eu não achei a leitura parada de início. Eu meio que adorei conhecer as histórias gradualmente mesmo. E sim, chorei também. Haha
    Impossível não se emocionar, né?
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Eu não gosto quando me fazem chorar pois sou uma manteiga derretida e choro demais da conta kkkkkkk, choro até vendo desenho!
    bjs

    ResponderExcluir
  18. Amo chorar lendo, é exatamente isso que penso, se eu chorei é porque aquela história foi incrível e me tocou (ou eu sou chorona mesmo kkk), mas eu fiquei aqui agora super curiosa pelo final dessa história, você soube me deixar mais curiosa que qualquer sinopse! Parabéns pela resenha, amei!

    Beijos
    Dani Cruz
    E M C O M U M
    Twitter - @blogemcomum / Insta - @blogemcomum / Fanpage Em Comum

    ResponderExcluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.

Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem, serão removidos e não serão respondidos.
- Divulgações, exceto de autores, são removidas e não são respondidas.
- Comentários irrelevantes como: 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post' e outros no mesmo nível, são mantidos mas não são respondidos. Até porque, o que iríamos responder, né?

Popular Posts

Like us on Facebook

Subscribe