Livro: Vinte Garotos no Verão - Sarah Ockler

terça-feira, fevereiro 02, 2016

Vinte garotos no verãoQuando alguém que você ama morre, as pessoas perguntam como você está, mas não querem saber de verdade. Elas buscam a afirmação de que você está bem, de que você aprecia a preocupação delas, de que a vida continua. Em segredo, elas se perguntam quando a obrigação de perguntar terminará (depois de três meses, por sinal. Escrito ou não escrito, é esse o tempo que as pessoas levam para esquecer algo que você jamais esquecerá). As pessoas não querem saber que você jamais comerá bolo de aniversário de novo porque não quer apagar o sabor mágico de cobertura nos lábios beijados por ele. Que você acorda todos os dias se perguntando por que você está viva e ele não. Que na primeira tarde de suas férias de verdade você se senta diante do mar, o rosto quente sob o sol, desejando que ele lhe dê um sinal de que está tudo bem.

Vinte Garotos no Verão, de Sarah Ockler, poderia ser mais um clichê sobre "A garota que nutre uma paixão pelo irmão mais velho da amiga". Em até certo ponto é, mas apenas uma viagem, fez Anna se redescobrir e saber aproveitar o momento.

"Antes, todos nós tínhamos sorte.
Depois, só eu e Frankie.
Foi o que todos disseram." - cap: 1.

Desde seu décimo aniversário, Anna Reiley só tinha um desejo: Que Matt Perino a beijasse. Ele era irmão de sua melhor amiga Frankie e assim seu melhor amigo-menino. Era um pedido secreto, nem mesmo Frankie sabia e enfim, no seu aniversário de quinze anos, se tornou realidade. Matt a beijara. Matt gostava dela igualmente. Mas, como revelar à Frankie todo esse sentimento, sem que ela se zangue? Matt prometera que faria a revelação durante a viagem da família, naquele verão, antes de ingressar na faculdade. Coisas que nunca aconteceram, nem a confissão e nem a faculdade, devido a uma fatalidade. Ao voltarem da sorveteria sofreram um acidente de carro, os três, Matt, Anna e Frankie. As meninas ficaram feridas, mas Matt teve um ataque cardíaco e não resistiu.

Um ano após a tragédia, Anna e Frankie estão planejando o M.V.T.T. (O Melhor Verão de Todos os Tempos). A família Perino convidara Anna, para mesma viagem que Matt faria no passado. Frankie parece renascida, mas sua personalidade está do avesso. Suas roupas são chamativas, conheceu o Malboro light e não dispensa uma bela maquiagem. E ela nutre planos para o A.A. (Albatroz da Anna), em outras palavras, a virgindade da Anna. Talvez a viagem seja uma boa ideia....Afinal, Frankie sugere que elas deem a chance de conhecer vinte garotos, durante às férias. Mas, será que Anna libertará Matt de seus pensamentos?

"Quando ele sorriu para mim, eu prometi. Prometi que a protegeria. Prometi que nosso segredo iria permanecer oculto por toda a eternidade. E vai." pág: 22.

Do início ao meio da narrativa de Vinte Garotos no Verão, acompanhamos boa parte do luto de Anna e a bela tortura de não contar à Frankie sobre o relacionamento dela com Matt, o que pode tornar a leitura lenta, o que foi meu caso. Compreendi que a protagonista precisava digerir tudo aquilo, apesar de um ano ter se passado. Mas, algumas de suas atitudes a tornam estranha e até chatinha. Quando Anna significativamente melhora, é a hora de Frankie desmoronar e vem a exagerada reação ao descobrir o segredo da amiga. Então, Anna ganhou pontos comigo por ser paciente e uma boa amiga, mesmo que ao meu ver, Frankie não estivesse merecendo. Sério, eu teria deixado aquela garota no meio do nada e pedido para voltar pra casa. 

Quando colocam o plano em prática, como esperado, Anna se impede de conhecer os garotos mas, é algo que não dura muito. Seu desapego, amadurecimento e recuperação, foram outros pontos positivos de acompanhar. Ela é aquela jovem tímida que não se importa muito com coisas da moda ou viver sempre impecável. Mas é uma amiga incrível. 

"Por mais de um ano as cartas foram minha única conexão com ele, a única prova de que nosso breve período juntos não foi outra coisa." - pág: 264.

Sarah Ockler conduz o amor de verão da maneira que ele realmente é: Aproveitar bastante o momento, para se tornar inesquecível. Para quem curte um YA, é uma leitura agradável com pitadas de doçura e aquele prato cheio: momentos divertidos, dramáticos, uma amizade bonita, uma mentirinha daqui e outra de lá e aventuras inesquecíveis para a protagonista.

O clima do verão e praiano predomina em todas as páginas, com a diagramação utilizando palmeiras no início dos capítulos e também no rodapé. A revisão está boa, com algumas notas explicativas. O coração da capa é uma ótima simbologia sobre um assunto entre Matt e Anna, que fiquei surpresa ao me dar conta. 

Ah, e posso falar? O final é adoravelmente NÃO tão CLICHÊ!

I Dare You - Desafio Literário
Essa leitura fez parte do Desafio I Dare You 2016
Desafio de Janeiro: Livro de Verão
Autora: Sarah Ockler
Título Original: Twenty Boy Summer
Origem: Literatura Americana
Editora: Novo Conceito
Tradução: Paulo Polzonoff Jr.
ISBN: 9788581633657
Publicação: 2014
Páginas: 288
Série: Não
O Que Tem?: Amizade, Luto, Romance de Verão, Primeira Vez

O Obsession Valley agradece à editora Novo Conceito, por ceder o exemplar para análise. 

You Might Also Like

12 COMENTÁRIOS

  1. Nana,

    Quero muito ler esse livro, amei sua resenha!
    Separei para ler agora em Fevereiro, espero conseguir.
    Beijos!

    Cintia
    http://www.devaneiosdeumacindy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu não curti muuuito este livro, achei meio morninho, sabe? Prefiro mais sofrência! kkk
    Beijinhos,
    Alice
    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Nana, ótima resenha, tenho muita vontade de ler este livro, acho que ficaria um pouco chato nestas partes clichês, mas quero ler mesmo assim.

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  4. Olá, Nana.
    Acredita que nunca li nada com esse clichê de se apaixonar pleo irmão mais velho da amiga? Não que eu lembre hehe. Me interessei pela história mas não sei se iria gostar das protagonistas porque já impliquei com elas só de ler a resenha hehe. Principalmente com a amiga ali ao descobrir o segredo.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Eu sempre acho a capa muito bonita, mas não é um gênero que eu ame rsrs
    Acho que nunca li nada do tipo apaixonar pelo irmão da amiga, pelo menos que eu me lembre..

    http://veraode93.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, Nana, tudo bem?

    Já encontrei este livro varias vezes, a capa dele e muito fofinha, mas a verdade e que em momento algum peguei para ler a sinopse, e gostei na verdade, mesmo você dizendo que tem alguns negativos, adoro essa carga emocional mais puxada, eu gostaria de ver como a Ana vai lidar com a morte do Matt, e qual seria a mudança da Frankie, adorei a resenha.

    Beijinhos

    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Nana! Tudo bem?
    Confesso que não fiquei tão animada assim para ler "Vinte garotos no verão" justamente pelo início clichê. O final pode até terminar de uma maneira legal, mas acho que não tenho muita paciência para o início. Essa coisa da menina se apaixonar pelo irmão da melhor amiga que irá surtar ao descobrir isso me incomoda muito por ser bem previsível. E só pelo o que você disse, já bateu aquela leve raiva da Frankie kk Para falar a verdade, não curto muito esses "romances de verão" sabe... A história mais próxima assim que li e gostei foi "O céu está em todo o lugar", mas ainda assim ele é bem diferente com relação a premissa e mais emocionalmente negativo, você já leu? É muito bom! Bjs
    PS: AAAAAAAAAHE VOLTEI SIM \Õ/ HAHAHA Demorei, mas tô aqui! E você curte Of Monsters and Men? <3 Pode deixar que eu vou conferir um livro da Rainbow sim, estou simplesmente louca com a premissa do "Fangirl" que está no topo da minha lista de desejados!
    Jéssica S. - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Nossa... juro para você que amei a sinopse do livro. Você disse que não parece tão clichê, mas não vi nenhum ponto clichê na história, pelo menos na sinopse.
    Pelo que você falou, fiquei imaginando que talvez no final a Frankie descubra o tal segredo, mas mesmo assim acho que a história tá incrível. Já adicionei no Skoob como "quero ler"
    Beijo,
    paraisodemenina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi! ^^
    Tudo bem?
    Não é meu tipo preferido de livro, mas achei a história interessante. Acho que eu leria pra fugir um pouco da minha zona de conforto, mas no momento minha lista de livros pra ler tá tão grande que eu não vou colocar mais nada nela.

    Beijos;
    https://facebook.com/BlogMenteHipercriativa
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Nana.
    Não conhecia esse livro e devo dizer que sua resenha me deixou louca para lê-lo. Já vou adiciona-lo ao Skoob pra não esquecer haha.

    Beijos,
    Jéssica.
    http://reviewiing.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Naaaana, minha querida! Eu tenho esse livro aqui da época em que eu ainda era parceira da Novo Conceito. Eu não o li ainda, mas fiquei feliz em saber que, apesar dos pesares, o livro é bom e o final não é tão clichê. Isso é um ponto bem importante nos YAs, né? ;)
    Suas resenhas são sempre ótimas.
    Beijo grande!

    Blog || Fan Page

    ResponderExcluir
  12. Oi! Eu acho a capa deste livro super bonitinha, mas nunca tinha me animado a ler, achava que era uma história bobinha. Gostei da sua resenha e me animou a ler.

    ResponderExcluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.

Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem, serão removidos e não serão respondidos.
- Divulgações, exceto de autores, são removidas e não são respondidas.
- Comentários irrelevantes como: 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post' e outros no mesmo nível, são mantidos mas não são respondidos. Até porque, o que iríamos responder, né?

Popular Posts

Like us on Facebook

Subscribe