Livro: Ligações - Rainbow Rowell

sexta-feira, setembro 18, 2015

LigaçõesGEORGIE MCCOOL sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura.
Talvez sempre esteve em segundo plano.
Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças.
Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo. Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer…Será que é isso mesmo o que ela deve fazer? Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido?

NADA COMO TER UM CRUSH LITERÁRIO...NEAAAAAAAL BE MINE ♥


Rainbow Rowell dá um tempo no universo adolescente para nos apresentar o casal Georgie e Neal. Ambos com mais de trinta anos - casados - com duas filhas, Naomi e Alice.

"Georgie nem sabia se aquilo poderia ser chamado de discussão. Ainda.", pág: 13.

É final de 2013 e Georgie está super focada no trabalho. Ela trabalha numa emissora de televisão ao lado de seu melhor amigo Seth. Ganham uma chance de produzir uma série de comédia, mas precisam escrever um ótimo piloto, para ser aprovado. Essa chance acontece justamente no Natal, cancelando a folga de Georgie e também, a viagem que faria com Neal e as meninas.

Neal não recebe bem a notícia e decide partir sem a esposa. E ele fica sentido, tão sentido que passa ignorar as ligações dela, deixando Georgie desesperada imaginando o fim de tudo que construíram. Nessas várias tentativas de contatar o marido, Georgie acaba encontrando um antigo telefone amarelo na casa da mãe, que magicamente, direciona as ligações para o Neal de 1998, época em que eles estavam no início do relacionamento e a relação, também passava por problemas.

"Ela não devia ter tentado beijá-lo primeiro.
Não devia nunca beijar ninguém primeiro...
Georgie sempre beijava primeiro." - pág: 137.

Iniciei a leitura de Ligações com um pé atrás, em vista, da quantidade de críticas negativas que li pelo Skoob. Na verdade, ainda não entendo a quantidade delas. É um livro com relacionamento familiar em pauta, super maduro, não é um assunto chato ou desnecessário. Georgie precisa separar suas prioridades, dar valor ao que realmente importa e sim, manter a família e se sentir feliz ao lado do marido, novamente. Trás um assunto bacana e transmite uma boa mensagem. E claro, Neal...

Neal é apaixonante. No início da leitura, conhecemos o lado irritado e contido dele. Quando ele se mandou com as meninas eu pensei: Não é possível que a Rainbow vai ficar relatando o remorso dessa mulher, até o cara voltar e não ter nada sobre ele. Eis que somos presenteados com o 'Como Tudo Começou' de Georgie e Neal. Eles se conheceram na faculdade; ele fazia tirinhas que ela adorava. Georgie que tomou a iniciativa e destruía parte da timidez dele. Após casarem, Neal passou tomar conta de tudo em casa. Ele cozinha, lava, passa, arruma...e toma conta das meninas. Elas são pequenas, a Naomi - que chamam de Noomi boa parte do livro - é praticamente um bebê.

Sabe aquele personagem do Mark Ruffalo em De Repente 30? Pois é, não saia da minha cabeça enquanto eu lia sobre o Neal. Prioridades erradas, Georgie, bem erradas.

Cada vez ganhando gelo de Neal, Georgie, dá uma de desesperada ligando para o marido dias e noites. Nesse tempo, ela praticamente se muda para casa da mãe que mora com a irmã e o padrasto. E mais os pugs. A mãe de Georgie é obcecada pelos pugs. Adoro essas coisas peculiares nos livros da Rainbow.

E fica claro que a protagonista precisa de uma reconexão com a família em geral, além de suas filhas e o marido.

"As coisas não ficaram ruins entre Georgie e Neal. As coisas eram sempre ruins - e sempre boas. O casamento era como um conjunto de balanças constantemente se equilibrando. E então, em algum ponto quando nenhum dos dois estava prestando atenção, eles deixaram o lado ruim sobressair tanto que acabaram ficando lá. E agora só uma quantidade imensa de bom os levaria de volta. Uma quantidade impossível de bom." - pág: 222.

Foi uma bela surpresa e tive impressão que Ligações, é um pedido de desculpas. Nas primeiras páginas, vemos Rainbow dedicá-lo ao seu filho Kai. Então, quando o finalizei, fiquei imaginando quanta coisa que os autores devem sacrificar para escrever os livrinhos que tanto amamos. Como levar o filho pra tomar sorvete, ou sair para jantar com marido...viajar...

Mais uma vez Rainbow me conquistou. Sou apaixonada por sua narrativa fácil, apaixonante, detalhada por datas e cheia de diálogos, que me deixam super íntima dos personagens. Dificilmente, o leitor não irá se sentir num daqueles filmes natalinos no estilo 'A Felicidade Não se Compra' [oops ela se chama Georgie e ele George!] ou 'Um Conto de Natal'.

Não iniciem a leitura acreditando que vão descobrir algo mirabolante sobre como Georgie se conecta com o marido antes de ser marido...Iniciem acreditando que uma boa mensagem será transmitida.

Mais uma vez o trabalho da editora com os livros da Rainbow, está maravilhoso, focando na edição original.

Confiram a versão em vídeo, onde também comentei sobre Fangirl.



Autora: Rainbow Rowell
Título Original: Landline
Origem: Literatura Americana
Editora: Novo Século
Tradução: Caio Pereira
ISBN: 9788542804812
Publicação: 2015
Páginas: 304
Série: Não
O Que Tem?: Casal 30, Natal, Problemas Conjugais, Passado-Presente

LinksSkoob - Compre - Site da Autora
O Obsession Valley agradece à Editora Novo Século por ceder o exemplar para análise.

You Might Also Like

19 COMENTÁRIOS

  1. Olá,
    Eu tô louca pra ler um livro dessa autora, ela é sempre muito elogiada e o tipo de história que ele escreve se parece muito com meu estilo literário. Só me falta tempo e oportunidade para eu conhecer seu trabalho.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, Nana.
    Nunca li nada da autora, mas tenho vontade de conhecer a escrita dela. tenho um livro dela aqui e assim que der eu vou ler ele. Eu não confio mais em notas e comentários negativos ou positivos. Quando quero ler um livro, leio mesmo assim. Parece que as pessoas se importam com o que os outros vão pensar delas se escreverem o que realmente acharam do livro quando a opinião dos outros é contrária a dela. Já cansei de amar livros que ninguém gostou e não gostar de livros que todo mundo fala mal hehe

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Auuunw, eu amei a sua resenha.E entendo esse lance de gostar de um livro que a maioria detesto.Eu sempre leio esses livros que o público não gosta, porque normalmente eu curto!
    A história parece ser bonita e regada de valores né?

    Gostei muito da sua resenha,flor *_*


    beeijão :)
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nana do céu!
    Sério? Adorei esse ligações, sério! Me lembrou um pouco Marian Keyes (por se tratar de personagens de 30 anos com suas aspirações e medos e sonhos e tudo o mais :D ) e já quis ler rsrs apesar de só ter visto uma vez ou outra (o pessoal nao fala muito desse livro mas a sua experiência foi mtmtmt boa e o Neal deve ser mt <3)
    Adorei sua resenha de ligações e to indo marcar no Skoob! Depois de vc falar de Mark Ruffalo em Se fosse verdade (AMORZINHo de filme e de livro) e de repente 30 (como não amá-lo??)
    E como assim fangirl tem fanfic? AAAAH to pirando hehehe eu escrevo fanfic tb (e voce escreveu fanfic tb omggg) e achei bem divertido e to indo marcar tb. Anexos eu quero resenha porque já vi mt esse livro por aí mas não sei nada hehehe
    Nunca li nada da autora então acho que as suas dicas são muito válidas... Acho que começaria com ligações, o "pedido de desculpas", interessante viu... E interessante a mensagem da autora tb!
    adorei as tres resenhas (parabensss uhulllll) rsrs

    Quando postar a tag me avisa que eu quero ver hehehe
    tem gente que fala que leu super rapido? IMPOSSIVEL mesmo :o
    aaah! Uma série nova com uma capa linda do Rick Riordan? É nórdica? UAU! Não sabia não menina :o
    hehehehehehehe verdade mas vale a pena a hospedeira :33
    POXA nana rsrs desculpa! Falaram isso pra mim uma vez e eu nao acreditei mas acontece mesmo :S rsrs voce olha a ultima pagina sempre? putzz :( desculpa mesmo hehehe


    Eu fui a primeira que vc viu que nao curtiu tanto assim maze runner? hehehehehe casos da vida ne, espero que seja uma experiencia melhor pra voce rsrs
    Simmm!
    Sempre que eu via o pessoal falando mal de Escuridão, mas eu achei a leitura muuuuito boa , e dava até um :o medinho umas horas lá rsrs leia sim :o a capa do último livro é feinha mas tudo bem a gente supera né? rsrs
    bem , é verdade.. mas a gente tem que superar esses livrinhos tb né? rsrs

    Nossa o comentário ficou enooooooooorme!
    Abraços e um ótimo fim de semana!
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
  5. Oi!!
    Que legal, gostei!
    Também só tinha lido resenhas negativas. Mas acho que gosto literário é bem complexo!
    Que bom que a Rainbow foge do teen. É bom essa diversidade.
    Preciso ler os livros dela. Tenho quase todos mas, até agora, só Fangirl foi o felizardo, kkkk.
    Ótima resenha.
    Beijos
    O Que Eu Ando Lendo
    @oqueeuandolendo

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Todo mundo fala super bem dessa autora e sou louca para ler algo dela! E fiquei ainda mais curiosa por Ligações já que este não parece ser um livro adolescente, apesar de parecer ser bem fofo! Ótima resenha!

    Beijos!
    http://www.mademoisellelovesbooks.com/

    ResponderExcluir
  7. Conheço a obra, mas ainda não tive a oportunidade de lê-lo, infelizmente. A premissa é boa e trata de um assunto que gosto: relacionamento familiar.
    Ótima resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  8. Nana, não sabia a história desse livro. Bem interessante. Adoro temas assim que sempre passam uma mensagem valiosa. E acho que pode ter um pouco da vida da autora sim. Sempre tem um pouco, né? Dela, só li "Eleanor & Park", mas louca para ler Anexos, Fangirl e, agora, esse. ;) Adorei a resenha e fiquei mega curiosa para conhecer o Neal. ^^

    Beijos,
    Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Nana,

    Ainda não li nada da autora, apesar de ter muita vontade. O problema é tempo! Adorei sua resenha fiquei ainda mais com vontade de ler.

    Beijos!

    Cintia
    http://www.theniceage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Nunca li nada a autora, mas tenho curiosidade. Realmente vejo muitas críticas desses livro, mas não sei o que pensar ao certo. Preciso ler...
    É bom quando personagens nos encantam, né? A capa do livro é bem chamativa, fiquei interessada. Ótima resenha. ^^
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li esse livro, mas gosto bastante dos livros da Rainbow Rowell (só tenho problemas com os finais deles hehe). Fiquei com vontade de ler, adorei sua resenha!
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  12. Histórias familiares com um toque de milagre e magica me atraem, "Ligações" foi parar em minha lista em grande estilo!

    Pandora

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  13. Oi, Nana!
    Comprei Ligações sem nem mesmo ler a resenha.
    Vi que era da Rainbow Rowell e peguei para mim.
    Ainda não li, está na fila de mil livros me esperando, mas com a sua resenha fiquei com vontade de furar fila, hahaha.
    Eu não vi as críticas negativas, na verdade não li muita coisa sobre ele. Mas amei tudo o que você falou.
    E bom saber que a autora escreve sobre um tema mais maduro, apesar da fantasia do telefone do passado.
    Quero muito saber o que acontece!

    Beijooooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  14. Nao li nada da autora, mas gostaria de ler este livro.
    Boas leituras^^

    ResponderExcluir
  15. Nana, adorei essa resenha :D
    Só li Eleanor & Park da Rainbow e gostei muito da escrita dela.
    Eu amo esses livros mais centrados na família, já tô colocando esse na listinha hahah

    Beijos
    www.colecionandoprimaveras.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oii
    É bom quando nos conectamos com a história que lemos né
    esse livro parece ser legal porque pelo que entendi ao ler a resenha, a personagem acaba abrindo mão de estar com a família pelo trabalho e isso acontece com muitos inclusive com os autores e ela deve sentir que está perdendo algo. Achei a premissa interessante. Acredita que ainda anão li nada da autora,.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Adorei e já coloquei no meu Skoob!
    Achei a história divertida e original! Quero muito ler esse livro! :)

    ResponderExcluir
  18. Eu só li a resenha que um colaborador fez para o blog e sua opinião foi ótima sobre o livro. Ele classificou com 5 estrelas. Lendo sua resenha percebo que você viu as mesmas qualidades que ele. O livro ja estava na minha lista, agora só aguçou minha vontade.
    Abraços
    Gisela
    @LerparaDivertir
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  19. Oi, Nana.
    Pelo que li nos comentários, o livro é bem elogiado.
    Eu não o conhecia, nem a autora.
    Parece aqueles livros clichês, mas esse tem um toque especial.
    É aquele resgate do amor pela família.
    Abraços.
    Diego || Diego Morais Viana

    ResponderExcluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.

Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem, serão removidos e não serão respondidos.
- Divulgações, exceto de autores, são removidas e não são respondidas.
- Comentários irrelevantes como: 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post' e outros no mesmo nível, são mantidos mas não são respondidos. Até porque, o que iríamos responder, né?

Popular Posts

Like us on Facebook

Subscribe