Livro: Vermelho Como O Sangue - Salla Simukka

quarta-feira, março 25, 2015


Vermelho Como O Sangue
No congelante inverno do Ártico, Lumikki Andersson encontra uma incrível quantidade de notas manchadas de vermelho, ainda úmidas, penduradas para secar no laboratório de fotografia da escola. Cédulas respingadas de sangue.
Aos 17 anos, Lumikki vive sozinha, longe de seus pais e do passado que deixou para trás. Em uma conceituada escola de arte, ela se concentra nos estudos, alheia aos flashes, à fofoca e às festinhas dominadas pelos garotos e garotas perfeitos.
Depois que se envolve sem querer no caso das cédulas sujas de sangue, Lumikki é arrastada por um turbilhão de eventos. Eventos que se mostram cada vez mais ameaçadores quando as provas apontam para policiais corruptos e para um traficante perigoso, conhecido pela brutalidade com que conduz os seus negócios.
Lumikki perde o controle sobre o mundo em que vive e descobre que esteve cega diante das forças que a puxavam para o fundo. Ela descobre também que o tempo está se esgotando. Quando o sangue mancha a neve, talvez seja tarde demais para salvar seus amigos. Ou a si mesma.

 


Lumikki é uma jovem de dezessete anos que prefere ficar sozinha e não se envolver com os grupinhos e as amizades da escola. Já não mora mais com os seus pais e foi aprendendo desde cedo a não ser notada, ser “invisível”.
Assim, Lumikki descobre as cédulas manchadas de sangue e com quem estaria aquele monte de dinheiro. Por não querer fazer parte daquilo, Lumikki resolve ficar quieta, até que alguém solicita sua ajuda e a jovem não consegue negar
A razão diz para ficar longe, mas algo a leva cada vez mais e mais fundo naquela história, fazendo-a se sentir atraída para aquilo. Lumikki percebe que quer ajudar a descobrir de onde veio aquele dinheiro e qual o motivo.

“Lumikki acordou de novo com o sol brilhando. Já passava das dez horas. Seu corpo todo parecia estranhamente descansado e revigorado. Era assim que as pessoas deviam se sentir pela manhã, não como um zumbi acordado dos mortos pela enésima vez.”

Vermelho Como o Sangue é um livro que, a princípio - confuso - porém, apenas nas primeiras páginas. A leitura se torna envolvente, te puxa para dentro da história de um jeito gostoso, mas que a todo o momento parece que falta alguma coisa, algo que você não encontra. Tem um enredo bom, contudo poderia ser um livro muito melhor.
Atrevo-me a dizer que é a típica leitura que fica no raso

A história não deixa pontas soltas, mas quando terminei o livro parecia que li sobre uma menina qualquer com crise de existência, apesar dela ter seus motivos, que por acaso o destino a levou a se meter em uma roubada. Eu fiquei: É ISSO? SÓ ISSO? Eu esperava que tivesse um ponto alto. Aquele OOOHHH!!! 

“Lumikki não queria isso. Ela não queria estranhos se lembrando dela. Ou nem mesmo, obrigatoriamente, todos os seus conhecidos. Ela queria poder andar por aí tão invisível e sem cheiro quanto fosse possível.”

Sinceramente, esse foi um livro que realmente me ganhou pela capa, que por sinal eu amei de paixão.

Não é um livro ruim, não querendo me contradizer, mas é um livro pra se ler em um dia nublado ao som de Yoav, eu indicaria: Where Is My Mind, Little Black Box, Yellowbrite Smile e Adore Adore.
Li em um dia, talvez pela leitura ter sido envolvente e leve e o fato de que da pra se divertir um pouco com os pensamentos sarcásticos de Lumikki.

Como é uma trilogia, espero que os próximos sejam melhores.

O Obsession Valley agradece à editora Novo Conceito por ceder o exemplar para análise


Autora: Salla Simukka
Título Original: As Red As Blood
Tradutor: Barbara Menezes
Editora: Novo Conceito
Publicação: 2014
ISBN: 9788581635798
Páginas: 240
Série: Lumikki Andersson
#1: Vermelho Como O Sangue
#2: As White As Snow
#3: As Black As Ebony
O Que Tem? Mistério, Finlândia, Investigação

You Might Also Like

10 COMENTÁRIOS

  1. Bela resenha.
    Há livros que não nos agradam mesmo e esse foi o caso.
    Pelo visto não é dos melhores.
    Mas o blog é legal e vou seguir.
    :)
    http://diegomorais18.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Cara, a sinopse parece fazer o livro ser super legal, mas me deixa com dúvidas! Gostei muito de sua resenha e apesar da ~vibe~do livro espero poder lê-lo!

    xx Carol - Espilotríssimo
    www.carolespilotro.com

    ResponderExcluir
  3. Que bom que melhora ao longo da leitura, fiquei muito curiosa :)
    ;**

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  4. A descrição da personagem é tão típica de livros atualmente, quase todas resolveram ser antissociais e viverem isoladas kk não que isso seja problema, mas é estranho a quantidade de histórias que tem a mesma base. E que pena que a autora também não deu aquele gás pra obra, ela podia ter manejado melhor :(

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Cidades de Papel", vem conferir!

    ResponderExcluir
  5. Eu comecei esse livro, mas não fui adiante, não me segurou no inicio haha

    xoxo ♪ Acordes Coloridos

    ResponderExcluir
  6. Eu estava doido pra ler esse livro porque ele também me ganhou pela capa. Mas depois vi várias resenhas e desanimei totalmente :/

    Acho que não lerei... tenho medo de abandonar a leitura </3

    Bjs! Adorei a sinceridade da resenha ^^

    http://leiturasilenciosaoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Me corrija se eu estiver errado, mas como boa leitora e assídua como você parece ser, talvez consiga me responder uma questão que vem me atormentando.
    Ao ler a resenha desse livro eu fiquei encucado: Há ultimamente um grande numero de histórias onde os protagonistas tendem a não se unir mais a "grupinhos". Acha que essa é uma tendencia dos escritores de agora?
    http://www.interruptedreamer.com/

    ResponderExcluir
  8. Odeio livros que deixam essa impressão, tomara que os outros sejam melhores mesmo.
    Beijos

    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  9. Ruim quando o livro nos decepciona, né? Mas ainda bem que têm outros e que algumas partes são interessantes. Se eu gostasse muito desse tipo de livro, acho que embarcaria na história sim. Mas sem muitas expectativas. ;-)

    Beijos,
    Carol
    www.pequenajornalista.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Leticia!
    Eu adoro livros policiais e até cogitei ler esse, mas depois desisti. Pelo jeito em estava certa em fazer isso, porque ver você descreve-lo como raso, me fez ver que minhas ressalvas estavam certas. Com certeza eu não teria gostado.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.

Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem, serão removidos e não serão respondidos.
- Divulgações, exceto de autores, são removidas e não são respondidas.
- Comentários irrelevantes como: 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post' e outros no mesmo nível, são mantidos mas não são respondidos. Até porque, o que iríamos responder, né?

Popular Posts

Like us on Facebook

Subscribe