Livro: O Primeiro Dia - Marc Levy

quinta-feira, novembro 08, 2012

O Primeiro DiaAmbiciosa e apaixonada, a arqueóloga Keira comanda uma escavação no Vale de Omo, na Etiópia – e, quando uma tempestade de areia destrói o local, se vê obrigada a retornar à Europa. Mas traz consigo um estranho pingente, que recebeu das mãos de um menino etíope. 







Onde começa a aurora?
'Com cem bilhões de galáxias que contêm, cada uma, cem bilhões de estrelas e quase o mesmo número de sistema solares? A probabilidade de estarmos sozinhos é quase nula...' pág: 66.

Quando recebi O Primeiro Dia, fiquei animada com a leitura pelo simples fato de ser um livro do autor francês Marc Levy. Nutria certa curiosidade pelo trabalho do autor, ainda mais por ser apaixonada pela história de E se fosse verdade (apesar de nunca ter lido o livro - conheço só pelo filme). Não imaginava a surpresa que me aguardava e que eu ficaria duas noites sem dormir para terminar esse livro. Confesso gente, em um dos dias fui dormir sete da manhã e vamos agradecer pelo fato de: nem a mãe e o pai da Nana lerem esse blog, ainda.

' - Nunca fui de me alegrar pela morte de qualquer pessoa. Amigo, inimigo, quem pode ter certeza disso nos dias de hoje? Reconhecer seus amigos é uma das coisas mais difíceis na vida'. pág: 98.

Neste romance de Levy, conhecemos Keira. Uma moça de personalidade forte e sem papas na língua. Com isso alguns leitores podem achá-la fria, mas eu gostei dela. Creio que seja porque me identifiquei com ela em alguns pontos e achava certo algumas atitudes dela com outros personagens do livro. Sabe aquela tia abençoada que sempre quando te vê, pergunta: 'E os namorados?'. Pois é, a Keira tem uma irmã nesse estilo.

Keira é arqueóloga, está em uma expedição na Etiópia algum tempo. Infelizmente, uma tempestade de areia acaba com todo seu trabalho e ela é forçada a abandonar sua pesquisa e voltar para casa. Além de ter que deixar para trás parte de seu trabalho, também deixa o menino Harry. Conhecera ele durante o tempo da pesquisa, e ficaram muito ligados. Na minha opinião, Harry meio que via Keira como uma mãe.

'Há primeiros beijos que podem mudar a sua vida. Mesmo que a gente não queira aceitar, é assim que acontece. Esses primeiros beijos nos atropelam, sem aviso. O que pode também acontecer no segundo beijo, mesmo que venha 15 anos depois do primeiro.' pág: 126.

Keira volta para Paris, e passa a viver com a irmã. Lá conhece um velho professor, que trabalha com sua irmã, e este fica bem interessado no único objeto que a faz estar com Harry, mesmo distante: um pingente. Ivory, o professor, já tinha visto aquele objeto antes e todas as suas pesquisas sobre a humanidade foram interrompidas por causa dele. Pois, ninguém dava créditos as suas teorias em relação a ele.

Paralelamente temos Adrian, um astrônomo que também teve sua pesquisa interrompida, mas, no Chile devido um acidente. E é ele que narra toda a história, de uma forma bonita e surpreendente. Keira e o pingente entram em sua vida, graças a uma disputa de uma bolsa para pesquisadores. Por um descuido (será?) Keira deixa o pingente com ele, e logo o objeto dá sinais de que não é uma coisa qualquer e que merece atenção.

'Eu tinha ido buscar respostas para minhas perguntas de criança na profundeza do universo, nas mais distantes estrelas, e você estava ali, ao meu lado.' pág: 343.

O pingente é o centro da história, óbvio. O professor Ivory, querendo ressuscitar sua antiga pesquisa, acaba contatando uns 'pesquisadores' (que mais parecem chefes de estado, cada um tem o codinome do lugar que mora..tem até um 'Rio', acreditem!). Alguns aceitam vigiar a investigação de Adrian e Keira em torno do pingente, outros mais ambiciosos, acabam colocando a vida dos dois em risco em algumas situações.

'A vida tem bem mais imaginação do que todos nós juntos, ela às vezes produz alguns pequenos milagres, tudo é possível, basta acreditar com todas as nossas forças.' pág: 352.

Além de Adrian e Keira, outro personagem não passará despercebido durante a sua leitura: Walter. Ele é tão bom que estou com pé atrás. Sério, estou com um medo terrível de me decepcionar com alguma atitude dele. O cara é engraçado, carismático, melhor amigo que todos queriam ter, ou seja, é fácil gostar dele. É fato que o autor o criou para que todos gostassem dele, meu medo é que o autor apronte alguma coisa em relação a ele e que o leitor tenha um hate por ele, ou chore.

Gostei bastante da forma em que os capítulos são divididos, cada um acontece em uma localização diferente e, simplesmente ajuda na 'ação' da história. Com certeza daria um ótimo filme, aliás estou aqui torcendo por isso. A Keira eu só conseguia imaginar a Keira Knightley enquanto lia, agora, o Adrian é um ser humano totalmente criado pela minha cachola literária.

Mal posso esperar para começar a leitura de A Primeira Noite.

O Primeiro Dia é um livro surpreendente e encantador. Se seu lado romântico não resiste as estrelas, britânicos (no caso das moças) e o destino, não deixe de ler!

Gif de estrela'Perder uma pessoa que a gente amou é horrível, mas pior ainda é não tê-la conhecido.' pág: 346.
'No que me cabe, meu negócio é esburacar o chão e não tenho tempo para passear pelas estrelas.' pág: 212.


Autor: Marc Lévy
Título Original: Le Premier Jour
Origem: Literatura Francesa
Editora: Suma de Letras
Tradução: Jorge Bastos
ISBN: 9788581050980
Publicação: 2012
Páginas: 353
Série: Sim - Le Premier Jour
#1: O Primeiro Dia
#2: A Primeira Noite
O Que Tem?: Romance, Etiópia, Mistério

LinksSkoob - Compre - Site da Editora - Autor
O Obsession Valley agradece à editora Suma de Letras por ceder o exemplar para análise.

You Might Also Like

27 COMENTÁRIOS

  1. Apesar de ler mtos elogios às obras de Levy, ainda não consegui me empolgar para começar a ler as coisas dele. Talvez seja a capa ou a sinopse que não me conquistou totalmente. Quem sabe mais p/ frente?

    Andy_Mon Petit Poison
    POISON BOOKS - Uma Carícia no Crepúsculo (Laurell K. Hamilton) ow.ly/f6etN

    ResponderExcluir
  2. Puxa Nana... vc tão empolgada com a leitura e eu achei o livro tão............... parado!
    Achei Keira rude, Adrian bobão e como casal não funcionam. Porém a parte de pesquisa de Levy foi excelente e foi o que me fez seguir firme até o final =)

    ResponderExcluir
  3. Ok, estou cada vez mais louca pra ler esse livro.
    Eu li Tudo Aquilo Que Nunca Foi Dito do autor e eu amei! Pelos comentários que vi, o estilo entre esses dois livros é um pouco diferente, vi muitos que acharam o começo da história cansativo e tal, mas que, depois da metade, é incrível!
    Preciso ler :)
    Beijão!
    P.S: Também pensaria na Keira por causa do nome! E, também por causa do nome, pensei no John Corbett por causa de Sex and The City, mas, como não li o livro, não sei se a descrição bate rsrs
    P.S2: Livros que tiram nosso sono são os melhores!

    ResponderExcluir
  4. Hum... você fez uma resenha tão positiva, que eu fiquei com vontade de ler pra tirar minhas próprias conclusões... hahaha =P.

    Beijo, Nana.

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  5. Oi Nana!
    Sempre quis ler esse livro, parece bem interessante! Gostei da sua opinião e espero poder lê-lo o quanto antes.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Pela capa eu não leria esse livro. O tema tb não é dos meus preferidos, mas fiquei curiosa depois de ler a resenha
    Acho que me identifiquei um pouco com a personagem, com esse lance dela ser fria e e nao medir as palavras hehehe
    Vou colocar na minha lista de desejados :)

    Bjokas
    Flavia - Livros e Chocolate

    ResponderExcluir
  7. Uau, que bacana *_* Amei seu ''personagem-divo'' rsrs Pra mim um livro que tenha um personagem com o nome de Adrian já é perfeito por si só rsrsrs Sério, eu adoro esse nome!!! Gosto de livros com bastante ação e aventura, e é claro que um personagem apaixonante ajuda e muito ^^ Amei e quero ler ;D

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nada desse autor, mas os elogios são vários. Haa, Nana, não tenho a mesma sorte que vc: meu pai lê meu blog, então nem posso fazer essas confissões literárias HUDASDH

    ResponderExcluir
  9. Não tinha tido vontade de ler este livro ainda, mas com esta resenha mudei de ideia, não li nada do autor e acho que vou começar com este.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  10. Muitas pessoas falam super bem sobre os livros do Marc Levy e já li comentários bem positivos sobre O Primeiro Dia. Ainda não sabia do que se tratava a história, mas agora estou bem interessada em comprar o livro.
    Parece ser muito bacana! :D Gosto de livros que nos tiram o sono assim, hahaha
    Suas resenhas são ótimas, Nana!

    ResponderExcluir
  11. Faz algum tempo que quero ler algo do Marc Levy, já me interessei por alguns livros dele mas ultimamente com o fim de semestre e as provas chegando eu estou em uma ressaca literária das grandes.
    Esse livro em especial foi um pelo qual não nutri tanto interesse, a história não me cativou daquela maneira sabe?
    Adorei sua resenha, e amei seu blog. Já estou seguindo.

    E boa sorte no sorteio de Wake!

    Wendell Carvalho
    Something 'Bou Books

    ResponderExcluir
  12. Oi flor,

    Adorei seu blog viu e claro seguindo pra acompanha-lo.
    Olha inda não li nada desse autor, mas vejo tantas resenhas e comentários positivos que fico cada vez mais curiosa e ansiosa por essa leitura, e quando o livro nos tira o sono eu penso o livro é realmente bom. Claro que depois dessa resenha super empolgada o livro vai pra minha listinha de urgentes rs.
    Parabéns.
    Beijos
    http://marifriend.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Ah, meus pais me pegam também quando eu fico lendo até demanhã uaehuahe
    Eu estou tão dividida! Li algumas resenhas que não eram tão favoráveis à ele, e li outras que eram super favoráveis como a sua. Nunca li nada do autor e não sei se vou me adaptar à escrita dele! Mas quero tentar.
    Parabéns pela resenha! A Keira é mesmo linda e serve para qualquer personagem.
    Beijos

    Andressa
    umdiaacadalivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Ainda não tive a oportunidade de conhecer esse livro
    Mas a resenha ficou tão boa
    Quer a curiosidade despertou

    Beijos
    @pocketlibro
    http://www.pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Poxa,não conhecia este livro e nem o autor.. fiquei feliz em ler sua resenha sobre este livro,pois parece exatamente o estilo de livros que costumo ler *.* Ótima resenha.
    Beijo
    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Eu tb adoreeeei o Walter, ele é um personagem maravilhoso, que deu um tom a mais ao livro <3
    Estou curiosa pelo A Primeira Noite, com certeza! Daqui alguns dias eu pego pra ler.

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  17. Olá...
    Já vi algumas resenhas desse livro, na maioria delas negativas, principalmente por causa da escrita do autor. Estou bastante curiosas porem a fila da leitura atrasada ta beem grande esse provavelmente ficaria no final dela
    Beijos!
    Gostei muito da sua resenha

    Cintia
    The Nice Age
    www.theniceage.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. nossa, é a primeira resenha que realmente me empolga para ler o livro. Eu sempre fui louca para ler algo do Marc, e acho que vou começar pelo Tudo aquilo que nunca foi dito, que eu já tenho aqui, e depois partir para este. Amei o primeiro quote que vc selecionou
    bjos

    ResponderExcluir
  19. Oie Nana =D

    Ainda não tive oportunidade de ler nada do Marc, mas tenho muita curiosidade pois falam muito bem dos livros dele.

    A sua resenha me empolgou bastante =)

    Parabéns!

    anereis.
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  20. Adorei!!! Logo que falou que se tratava do autor de E se fosse verdade, eu imaginei comprar de natal para uma prima, mas depois de ler a história vou ter que comprar dois livros, um pra ela e outro pra mim! rs =)
    Bjus

    Rafa
    Rafaelando

    ResponderExcluir
  21. O único livro que li do autor foi Da Próxima Vez, e gostei muito. Estou de olho nos novos lançamentos dele pq quero conhecer essa obra melhor.

    Beijão
    Lu Tazinazzo

    http://www.aceitaumleite.com

    ResponderExcluir
  22. Olá, o livro parece ótimo mesmo, uma estória bem diferente e surpreendente, parabéns pela resenha!

    beijos

    Jéssica - Straberry de livros e filmes

    ResponderExcluir
  23. Já estava curiosa para ler esse livro, depois da resenha então, nem se fala kkk Só conhecia o autor por causa do filme "E se fosse verdade" que eu AMEI! Dizem que é um romance mas para mim, com toda essa história de arqueologia, está mais para uma aventura a la Dan Brown e James Rollins. Quero muito ler ^^

    http://bookingpromos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Nunca li nada do Levy, embora tenha um livro dele em casa, e esse me deixou bem empolgada. Não sei porque, acho que foi a capa. Essa foi a primeira resenha positiva e animadora sobre ele, como quero ler, fico com a sua opinião.

    Bjus, @dnisin
    http://diamanteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Eu sou que nem a Denise,nunca li um livro do Levy,mas pelo que vejo das resenhas que leio parece uma escrita surpreendente!
    Sua resenha está divina,muito bem elaborada e olha que me deu vontade de correr para uma livraria e ir comprar esse livro?kkk Ainn senhor por que nasci pobre?? \o/
    Parabéns!!
    Beijokas..
    http://fomesedeevontadedeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Não gostei muito deste livro, achei um pouquinho chato. Espero gostar mais do próximo.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.

Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem, serão removidos e não serão respondidos.
- Divulgações, exceto de autores, são removidas e não são respondidas.
- Comentários irrelevantes como: 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post' e outros no mesmo nível, são mantidos mas não são respondidos. Até porque, o que iríamos responder, né?

Popular Posts

Like us on Facebook

Subscribe