Série: Bones 6×19 – The Finder

quinta-feira, abril 28, 2011

Os restos do segurança de um museu marítimo são encontrados no Everglades (Flórida) após uma tentativa de roubo de um obsoleto mapa hidrográfico do século XVII usado para encontrar tesouros. A fim de solucionar o crime, Booth procura Walter Sherman, um ex-soldado que lutou no Iraque e que possui o sinistro dom de encontrar qualquer um e qualquer coisa. Com a ajuda de Sherman, bem como a de sua colega, Ike Latulippe, e seu conselheiro legal, Leo Knox, a equipe é levada a uma tatuadora que os direciona a uma violenta jovem. Mas quando a mulher é encontrada morta com o restante do mapa em meio aos seus restos, a equipe descobre séculos de história ligada ao mapa e ao suspeito por trás dos crimes. Enquanto isso, Brennan coloca a excepcional habilidade de Sherman à prova. E Booth guarda rancor com relação ao antigo companheiro.


No episódio da semana passada foi apresentado o elenco do provável spin-off da série, mas se depender de mim isso não vai pra frente!
Sinceramente não gostei! Sou fanática por Bones, acompanho a série desde a 1ª temporada, mas esse episódio foi muito chato e parado!
Os novos personagens não empolgaram, principalmente o protagonista, Walter, um tipo extravagante, sem senso de humor e que se utiliza de meios pra lá de estranhos para resolver casos aparentemente insolúveis.
Nem a curta interação com Bones salvou, nem os atritos que teve com Booth, graças à forma como os dois se conheceram. Aliás, o ciúme que Booth demonstrou de Bones quando percebeu que Walter estava interessado nela foi um dos poucos pontos altos do episódio.
Outro detalhe que comprometeu e muito The Finder foi o caso em si. As investigações, por motivos óbvios, ficou por conta do trio de “localizadores” e eu vou dizer que já estava ficando cansativo. Honestamente eu não via a hora de terminar de ver...por alguns momentos cheguei a cochilar hahah não gostei mesmo!
Mas apesar de eu não ter gostado muito desta nova equipe, o tal Leo até que arrancou algumas risadas, em boa parte pela mistura um tanto estranha de brutalidade e sensibilidade, já que ele apareceu em boa parte das sequências carregando um livro de poesias nas mãos.Já a garçonete Ike é tão sem graça quanto Walter, que por sinal formam o perfeito casal mala haha
Tirando uma ou outra conversa um pouco mais interessante, como quando ela conversa com Walter sobre sua recusa em tratar um dano mental que ele sofrera anos antes, o restante é totalmente dispensável. Principalmente a aspiração do personagem a fazer o tipo conquistador. Definitivamente não deu certo, assim como a ideia dos roteiristas em escalar esta equipe para dar vida ao novo spin-off de Bones.
Diz o velho ditado que em time que está ganhando não se mexe. Acho que os roteiristas deviam deixar essa idéia de spin-off pra lá e continuarem investindo sua criatividade em roteiros cada vez mais interessantes para a série! A audiência e o público agradecem!

BY COLABORADORA ALLY DORICCI

You Might Also Like

3 COMENTÁRIOS

  1. Concordo, deveriam deixar o spin-off para lá... rs Eu não sei... acho que não funciona direito, enfim... gostei bastante do post (:

    BJão =^.^=

    ResponderExcluir
  2. obrigada pelo coment :)
    pois é, tb acho q essa história de spin off não funciona, enfim...tomara q desistam disso hehe
    bjs

    ResponderExcluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.

Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem, serão removidos e não serão respondidos.
- Divulgações, exceto de autores, são removidas e não são respondidas.
- Comentários irrelevantes como: 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post' e outros no mesmo nível, são mantidos mas não são respondidos. Até porque, o que iríamos responder, né?

Popular Posts

Like us on Facebook

Subscribe